Entrevista - Sr. Carlos Trombini, Presidente ABRAVA

1) Para crescer, grandes empresas buscam mudanças

radicais. Cite a importância da Abrava na vida saudável das empresas associadas.As empresas estão em busca de competitividade e produtividade para enfrentar aos desafios impostos pelo mercado nos mais diversos segmentos econômicos.
A cadeia produtiva do nosso setor não está sob uma atmosfera diferente. Nossas indústrias são forte consumidoras de metais ferrosos e não ferrosos na fabricação de equipamentos e componentes, consideradas commodities, e que possuem forte participação nos custos de materiais. Oscilações de preços destas commodities no mercado mundial fazem forte pressão nos custos destas indústrias.
Além da forte participação de materiais nos custos, a mão-de-obra direta carrega para os custos os encargos trabalhistas, também sendo motivo de redução da competitividade. A estes somam-se os impostos inerentes à cadeia produtiva, levando a produtividade a níveis menores do que a média mundial
Portanto, manter-se no mercado requer do empresário forte atenção nos custos e na melhoria da produtividade.

2) Quais são as tendências do segmento de Refrigeração para os próximos 2 anos?

O mercado de refrigeração respondeu bem no ano que passou, crescendo 8%, bem acima dos 2,8% de crescimento do PIB brasileiro.
Este fato deveu-se às exportações de produtos perecíveis brasileiros que demandaram mais investimentos em instalações frigoríficas e conseqüente consumo de equipamentos de refrigeração. O fato negativo é que deste crescimento houve uma pequena participação do mercado interno na demanda por produtos deste segmento.
Para o ano de 2006 a tendência de crescimento do mercado de refrigeração deverá ficar na ordem de 5%, crescimento que poderá refletir mais a participação do mercado interno do que o externo neste crescimento previsto.

3) Quais as atividades da Abrava?

A missão da Abrava é defender o resultado das empresas da cadeia produtiva. Dividimos esta tarefa em dois processos: defesa do setor junto aos órgãos governamentais, e defesa junto à sociedade brasileira. No primeiro, buscamos defender a produtividade e competitividade, apresentando propostas que venha a resultar na melhoria deste conjunto, trabalhando diretamente com os Ministérios de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior; Ciência e Tecnologia e Meio Ambiente.
O segundo processo cria expansão do mercado através da promoção de nossos produtos e serviços, informando a sociedade dos benefícios que estes trazem. Utilizamo-nos para isto de nossa feira comercial chamada FEBRAVA, de nossa revista ABRAVA e do portal ABRAVA (http://www.abrava.com.br/). Além destes, elaboramos cursos, palestras, nos reunimos com outras entidades - as quais designamos entidades clientes - com o objetivo de efetuarmos trabalhos conjuntos, discussões e debates que resultem na melhoria de atendimento das necessidades do mercado.
Promovemos para nosso associado assessorias jurídica tributária e trabalhista, orientação de investimentos através de análises econômicas e estatísticas, produzimos suporte para orientação em atividades de comércio exterior, atendemos consultas técnicas, executamos treinamentos e cursos de reciclagem e educação continuada, e convênios com entidades educacionais como universidades, faculdades e escolas técnicas.
Possuímos um centro de documentação que possibilita ao associado estar atualizado econômica e tecnicamente.

4) Fale sobre a sua experiência dentro da entidade. Acrescente breve CV.

A maior delas é lidar com a diversidade. Por defendermos a cadeia completa - da produção, comercialização a serviços, cada elo da mesma possui uma determinada necessidade de defesa. Há vezes que esta defesa tem que ser efetuada até dentro da própria cadeia, o que demanda da liderança um misto de negociador e conciliador.
Eu sou Engenheiro Mecânico (1983) e Administrador de Empresas (1988) - com MBA em Marketing (2001) - e estou no mercado de refrigeração, ar condicionado, ventilação e aquecimento, há pouco mais de 22 anos. Destes 22 anos, poucos deles eu estive fora da vida associativa. Meus primeiros passos como diretor da Abrava foram dados em 1995, apesar de freqüentar a Abrava desde 1982, e de lá para cá não deixei de participar das diretorias que se sucederam, até chegar a Presidente em 2004, com mandato até 2007.

5) Qual sua visão de mercado e atuação para este II Simpósio?

O tema e os participantes são de primeira linha. Só pode aproveitar as oportunidades que o mercado oferece aquele empresário que pára para ouvir as lideranças. Conheço bem a região de São José dos Campos e sei de sua potencialidade e sua posição de destaque no cenário nacional. Inclusive, várias empresas associadas Abrava possuem suas instalações nesta cidade e região, aqui destaco Indústrias Hitachi, Armacell Brasil, Heatcraft do Brasil, Ventiladores Torin, para ficar apenas nestas.

6) De acordo com a sua experiência o que acontecerá com o mercado de refrigeração nos próximos 2 anos nas áreas de compras, exportação e tecnologia?

Em parceria com a Apex- Agência de Promoção de Exportações e Investimentos, MDIC - implementamos a 1a. fase do projeto Abrava Exporta, fase que durou 18 meses e que encerrou-se em Fev 2006, onde levamos 13 empresas a vários eventos internacionais. Neste período as empresas participantes exportarão ao redor de US$ 1 milhão, onde nossa meta era de US$ 1,25 milhão. A fase 2 está em análise por parte da Apex, e deverá ser aprovada até final de Abril 2006, com a participação de 20 empresas.
Eu pude participar dos vários eventos internacionais com o primeiro grupo e percebi que em termos de tecologia estamos alinhados. A Abrava está sediando um comitê brasileiro de normatização da ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas - denominado CB 55, comitê formado exatamente para normalizar e regulamentar a competição, melhorar a qualidade e fomentar o desenvolvimento tecnológico.
Aumentando a participação das empresas nacionais no mercado internacional e criando espaço para o desenvolvimento tecnológico, esta fórmula proporcionará bons lucros para os próximos 2 anos.

Clientes

  • xerox
  • bolinha sbmg
  • bolinha inpaer
  • bolinha-suzano
  • bolinha-grupo-petropolis
  • bolinha-poupafarma
  • bolinha unicesumar
  • bolinha volex
  • bolinha valesul
  • bolinha azul
  • bolinha sany
  • hotel-internacional
  • itaipava
  • agem
  • alcoa
  • apve
  • avis
  • band
  • bosch
  • caloi
  • canon
  • carrefour
  • cerati
  • ciee
  • citroen
  • cooper
  • cpfl
  • embraeer
  • extra
  • governo
  • oboticario
  • heineken
  • hp
  • johnsons
  • jp
  • lg
  • metro
  • patrocinador nestle
  • paodeacucar
  • parker
  • perdigao
  • petrobras
  • peuget
  • philips
  • sadia
  • salton
  • tam
  • tnt
  • votorantim
  • xerox